Por que « Santo André » ?

Santo André, o apóstolo

Os evangelhos nos apresentam André como um dos dois discípulos de João Batista que seguiram Jesus desde o início (Jo 1, 35-39).

 

É ele quem conduz seu irmão Pedro a Jesus (Jo 1, 39-42)

É ele ainda que propõe a Jesus cinco pães e dois peixes para alimentar uma multidão faminta (Jo 6,9)

É ele, enfim, que com Filipe, seu companheiro de Betsaida, apresenta a Jesus alguns gregos que buscavam encontrá-lo.

A tradição conta que André exerceu seu ministério apostólico na Grécia, na Ásia Menor, e que morreu mártir, crucificado sobre dois madeiros cruzados em forma de X.

No século XIV, um altar na capela de nossas irmãs em Tournai, era consagrado a Santo André, sinal de uma veneração particular. Foi assim sem dúvida que pouco a pouco a comunidade passou a ser chamada pelo nome do apóstolo.

Hoje, gostamos de ainda nos referir a essa figura evangélica.

 

Oração a Santo André

Santo André, Apóstolo de Jesus Cristo,
que conheceste a exigência
e a alegria de seu primeiro apelo,
dá-nos a graça de responder-lhe
com a mesma fidelidade,
de O servir cada dia
no lugar que Ele para nós escolheu.

Tu que distribuíste à multidão faminta
o pão que o Senhor multiplicava em tuas mãos,
obtém para nossa pobreza o mesmo milagre.
Faze que esperemos o socorro de Deus
com a invencível esperança do amor,
preocupados unicamente
com o advento de seu Reino.

Testemunha da boa-nova
que tua voz levou até as extremidades da terra,
conserva nos apóstolos de nosso tempo
esta fé viva que transporta montanhas
e constrói o Reino.

Mártir de teu testemunho,
concede-nos a graça de união à Cruz de Jesus Cristo;
que ela seja a alegria de nossa vida
e o penhor de nossa ressurreição na claridade de Deus.
Amém!